quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Anyone...errr...anyone?

Alguém se quer juntar a mim, no grupo:
"Não vou ver os U2 porque não quero"?

Update: Wiiiii, ja somos 6! Quem da mais?!

# 2 Ego & Eu

Queria ir as aulas hoje em vez de ir trabalhar.
Estão a ver mais de 750 turistas cientistas
a jantar na "Quinta da Malafaia"?
Eu ainda não.
Estarei daqui a 7 horas...
( o que uma pessoa nao faz, para ganhar dinehiro...)

# 6 Quando o famosos falam...

Muito bonita, a carta de Dave Navarro para todos os gay, bi ou transexuais oprimidos:

"Ok everybody, here is the deal. I cannot imagine what it’s like growing up in a close minded environment and being gay, bi or tans-gender. I don’t think any of us who aren’t can possibly imagine. The strength and character it must take to stay true to yourself in such an unforgiving microcosm are qualities that a major portion of the world lacks… Sad, but true. It’s just how it is at the moment. However, it’s that very strength and character that gives the world hope for a new way of thinking and acceptance in the future and when one of our children gives in and gives up, it is not only a tragedy but a victory for those who fear diversity. DO NOT LET THEM WIN! I know how overwhelming the feelings can get and how small the reality can feel, but the bottom line is that this is but a drop in the bucket in terms of the magnitude of life. You can get through this. High school is full of plenty of bullies and fear based hate, as is the world. With any group of people comes a percentage of people who just don’t get it and probably will never get it. That’s OK. We all deal with this to an extent. The truth is that in High School, you are kind of stuck in the group you are a part of until graduation, but trust me… You can pick and choose who you associate with and there are plenty of like-minded people in the world that are understanding, accepting and loving. Sometimes, we just have to stick it out to meet them. The hard cold reality is that once you have chosen suicide, that’s it. No going back. Sure, there is a public outcry and MAYBE the bullies feel remorse for a while, but it all dies down, life goes on, the bullies let the memory fade and get on with their lives. They learn to laugh, love, reach their goals and in many cases go on to have a full and productive life. Who loses? You do! Your family! Your friends! Other teens who need support in this area! Oh yeah… We all Lose! Now the world has one less mind that is open and different and unique and sensitive. Instead, we inherit the bullies, the fear, the set back… Our world has one less soul to help it evolve with a new level of clarity. Personally, I have seen a lot of darkness and tragedy that has felt insurmountable. The murder of my mother, my battle with drug addiction, the loss of friends and family. Utter depression and despair. Of course the thought of suicide has crossed my mind a time or two. Let me share this. THANK GOD I never took that action. The friends I have made, the experiences I have had, the laughter I have shared would have all been missed. In hindsight, some of my darkest moments now seem so small and insignificant that I am amazed I gave them so much power at the time. I am even able to laugh about it now. When I think back to the times I have considered ending it all I end up saying to myself, “What was I thinking?” To those of you contemplating such a course, please do us a favor. Seek counseling first. Find a network of people who have gone through what you are going through. Help others in even more turmoil than you. I am certain that you can find peace. As you know, our society and political climate is SO divided right now. We need your voice. The world at large needs your sheer existence in order to come to terms with itself and where we are going as a planet and species."

# 20 De óculos postos e pipocas na mão


E pá, gostei tanto que ainda venho um 'cadito zen! :)
`E tão bom, quando temos expectativas sobre um filmes, aguardamos meses para o ver e quando chega aquele momento, tudo esta ao nível desejado.
Foi o que me aconteceu com o "Going the Distance".

Como já `e do conhecimento de todos, adoro a Drew Barrymore. Assim como adoro o Justin Long e a química inacreditável que os dois tem juntos. São (foram.Nunca se sabe...!), um dos meus casais favoritos dos últimos anos e a empatia, a troca de olhares, o carinho que tem um pelo outro `e notável. Se estão separados, acho seriamente que se deviam juntar pela terceira vez. São fantásticos juntos! O Justin `e um doce. E `e óbvio que a Drew escolhe os homens que a fazem rir.
Mas isto já são divagacoes, que nada tem a ver com o filme.

Achei esta historia muito honesta, muito século XXI. Uma historia muito simples, dos nossos dias, com a qual quase toda a gente se pode identificar. E logo eu, e a minha uma mão cheia de relacoes a distancia (nenhuma nunca acabou como o filme, mas enfim...)!
Gostei do altruísmo natural de ambos os personagens e pela primeira vez pareceu-me justo um final feliz. As piadas são engraçadas e originais, o que já não `e mau, tem muitas referencias musicais e cinematograficas e não `e um filme de príncipes encantados e donzelas em perigo. `E uma bonita historia de amor, que me aqueceu por dentro (talvez o segundo em meio ano). Meio ano também foi o tempo que eles passaram separados, ate ele ter abdicado da sua vida, para poder construir uma em conjunto com ela.
Apaixonam-me estes amores assim, que não se desvanecem com a ausência. Aquele amor, que `e mesmo isso. Que apesar de já não existirem novas historias, construídas diariamente, as passadas são suficientes, para nos manterem apaixonados. Um futuro conquistado, combatendo as adversidades naturais da vida e dos objectivos de duas pessoas diferentes.
Deve ser uma sensação especial, saber que passado meio ano, alguém ainda pensa em nos, alguém ainda sente a nossa falta, alguém ainda tem uma réstia de esperança de fazer a relação que em tempos significou tudo, resultar....

Nota: Ahhhh, e as roupinhas e os penteados da Drew...ahhhhh!

Pontuação: 8 de 10.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Não há palavras ... :(



Outro rapaz supostamente "gay", morreu na Califórnia, após se ter tentando suicidar, por enforcamento.
Seth Walsh de 13 anos, foi internado dia 19 de Setembro, em estado grave a acabou por falecer na passada segunda-feira! Mais uma vez, tudo por ser o alvo preferido de "bullying" dos seus colegas de escola.

Onde vão os miúdos buscar tanto ódio, hoje em dia?

Se conhecerem alguém nestas situacoes, falem com ele, aconselhem-no, protejam-no defendam-no, se for preciso. Porque as vezes. `e tudo o que basta.
Adorava conseguir fazer um único pagamento online, no belíssimo site da FLUP!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Serei eu, a única pessoa desiludida com os primeiros episódios das novas temporadas, das "nossas" series de estimação?
A "Anatomia de Grey", achei muitíssimo forcada. E o Dexter, uma valente seca!
E vocês?

A revolta dentro de mim `e monstruosa...

Quando vejo miúdos seres injusticados por serem diferentes!
No caso do vídeo, este miúdo foi agredido, ao ponto de lhe partirem um braço, só porque ele não deixou de fazer algo que lhe dava prazer, ser "cheerleader". `E fixe ser-se um rufia na escola, agredir, roubar, insultar, discriminar. Mas se alguém, foge um pouco do padrão, passa a ser um anormal. Quando o verdadeiro anormal, `e quem aponta o dedo. Só quem tem uma mente muito limitada, não consegue entender a diferença.


No segundo caso, este miúdo Texano, de 13 anos, Asher Brown, suicidou-se, pois não aguentava mais o abuso físico e verbal, por parte dos colegas de escola, por ser gay. No dia anterior ao seu suicídio, Asher foi empurrado pelas escadas abaixo!!
A angustia, a dor que uma criança deve ter, para arranjar "coragem" de procurar uma arma, pegar nela, encosta-la ao seu corpito e disparar, `e para mim incompreensivel!

Isto choca-me muito! Revolta-me!
E mais uma vez, só posso culpar os pais em casa, por não ensinarem os miúdos a aceitar a diversidade, a dar um mau exemplo, quando muitas vezes são os primeiros a insultar, o que não compreendem.
Não podemos ser todos iguais. Vamos abracar, em vez de insultar!


# 7 Não gosto quando...

Não vos da vontade de rebentar uma bola de pastilha elástica 
na cara da pessoa, que esta constante e ruidosamente
a rebenta-las, aos vossos ouvidos?
Passei uma hora a controlar-me para não o fazer!
Muito baixo nível, gente!

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Isto sim, `e cinema de qualidade!

`E com muito prazer que informo, que o "Ice Age 3" `e Dog Friendly.
Entreteve a Mel, durante hora e meia,
com toda aquela cor, agitação, barulhos e barulhinhos,
que mais pareciam vindos de brinquedos para animais.
No final, ela estava tão cansada,
que adormeceu que nem um pato.
Imaginem se tivesse visto a versão 3D.
Vou já encomendar uns óculos! ;)

Estados Unidos dos "Remakes"

Gosto dos Estados Unidos. Gosto dos Americanos. Apesar de achar que tem a mentalidade de um novo rico ("globalmente" falando), gosto deles.
Só não gosto, ou melhor, abomino a sua falta de criatividade em relação as artes. Especialmente a 7a.
Na década passada, estiveram entretidos a refazer(ou deverei dizer desfazer?) filmes japoneses. Ele foi o "The Ring", o "Dark Water", o "One missed call", o "The Gruge", o "Pulse", entre dezenas de outros! Com um coreano aqui e acolá!
A ideia base era a mesma, os cenários os mesmo e muito diálogos exactamente iguais. O que mudou afinal? Trocaram os actores asiáticos por bimbas/os americanos e empobreceram a historia, tornando-a mais simples e fácil de compreender. Ah e claro, a língua passa a ser o inglês. Porque `e uma trabalheiraaaaa, ler legendas!
Todos estes filmes foram um sucesso e muitos dos espectadores nem sabiam que estavam a assistir a remakes, quanto mais verem os originais!
Agora, o que esta a dar `e pegar em cinema europeu, especialmente Sueco! E neste caso, nem esperam alguns anos, para refazerem o original, nem por respeito! Em 2008, estreou na Suécia, "Låt den rätte komma in" ("Let the right one in") e no ano seguinte "Män som hatar kvinnor" ("The girl with the dragon tattoo"). O remake do primeiro filme, estreia esta semana no States e o seguinte esta já em filmagens, por sinal tendo um dos meus realizadores favoritos, a frente do projecto.
Não entendo!
Ou `e inveja, por não se terem lembrado de adaptar esses mesmos argumentos/obras literárias ao cinema ou a criatividade americana secou. O que também `e outra hipótese. Ou quem sabe estão com preguiça mental. Também plausível. Não sei, só eles me poderão dizer!
Algo que também me custa compreender, `e a fobia (e isto a nível mundial) pelos filmes não americanos! Quantas dezenas de pessoas se recusaram a ver comigo filmes europeus ou asiáticos. Mas quantas!! Quando hoje em dia, a meu ver, o cinema feito fora dos Estados Unidos `e bem superior.
Ajudem a mudar esta mentalidade. Se formos todos ver este filmes chamados "alternativos" (talvez pela difícil aceitação), os Estados Unidos não os usarão para seu proveito. Pois ninguém ira ver um filme, já visto!

domingo, 26 de setembro de 2010

# 1 Sabiam que...

Enquanto pesquiso um pouco mais para as minhas visitas desta semana, a Guimarães, dou de caras com este vídeo castiço, que partilho agora convosco.
Sim, porque um pouco de cultura não faz mal a ninguém e aposto que anda por ai muito boa gente, que não sabe nada sobre a fundação de Portugal!
Vejam, dura 5 minutos esta muito, muito giro! ;)

Porque hoje `e Domingo...(e só por isso)

De manha, apeteceu-me acordar abraçada a alguém.
Agora a noite sabia bem, ter com quem dividir o jantar.
Estou sem paciência ou criatividade de cozinhar só para mim...

sábado, 25 de setembro de 2010

Ainda na temática "Rua Sesamo"...


Este vídeo da Katy Perry com o Elmo, da Rua Sesamo, nunca chegou a ser exibido, na tv americana, pois os pais (mães) dos pequeno espectadores do programa, queixaram-se que o vestido usado pela cantora, seria demasiado ousado.
Como felizmente, nos somos todos europeus e maiores de idade, deixo-vos aqui o tão discutido vídeo.

"Sesame Shore"



Qualquer semelhança que encontrem com o reality show da Mtv, "Jersey Shore", `e pura coincidencia! ;)

Pedido para a mesa 6!

Ora depois de 9 horas com Israelistas chatos como a potassa, sai um destes, para me massajar os pés! ASAP, por favor! ;)
E já agora se puder falar sueco, para eu praticar, seria perfeito. Se bem que pensando melhor, consigo-me lembrar de utilizacoes ainda mais merecidas, para aquela boquinha! :*

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

"Road Rage"

A falta de civismo em Portugal, especialmente nas estradas, põe-me louca!
Gente, respeitem o outro! E quando ele faz o favor de vos deixar passar a sua frente, gentilmente agradeçam.

Não custa muito, pois não?

Livra!

Jovem estrangula irmão para imitar Dexter

Andrew Conley, de 17 anos de Indiana, estrangulou o seu irmão mais novo, Connor. Depois de o corpo estar já sem vida, arrastou-o para um parque na proximidade da sua casa e escondeu-o.

Infelizmente, isto não `e novidade: miúdos matarem familiares, hoje em dia parece ser banal.
O mais curioso deste caso, `e que Andrew tinha uma obsessão pelo personagem da serie de tv Dexter. Claro, que isso suscitou logo o eterno assusto de que a violência na tv, leva a que adolescentes, de mente influenciável, cometam estes crimes horrendos, para se tornarem como os heróis, do pequeno ecran.
Eu sinceramente, tenho uma opinião diferente: acredito que quem tenha o instinto de matar, o faca quer veja as ditas series de tv ou não. A violência que vemos na tv não faz de nos assassinos, senão a população mundial era extinguida em horas. Cada aos pais, estarem atentos e ver como os seus filhos reagem as cenas que vêem, ate que ponto isso os afecta, monitoriza-los. E isso, `e que os pais hoje em dia não fazem! Se um filho nosso tem tendências assassinas ou violentas, da obviamente sinais disso, nem que seja a quase "normal" tendência que estes miúdos tem para a introversão.
Para quem vê a serie em questão sabe que Dexter, tem mesmo dentro de si o instinto assassino, não o consegue controlar. E pode ate ser o caso deste adolescente.

Ou seja, não basta culpar a tv, por ter um filho assassino, há que lhe dar atenção extra. Acredito que se este miúdo tivesse tido uma atenção especial, este crime poderia ter sido prevenido. Ou não. Mas a meu ver a televisão `e a ultima que deve ser culpada. Isso entraria no campo do livre arbítrio de cada um e esse campo `e muitooooooo extenso.

E a minha grande novidade `e...

***...tchan,tchan, tchan, tchan...***
Entrei no Mestrado de Turismo da Faculdade de Letras!

Voltar a estudar, ao fim de 7 anos, vai ser no minimo bizarro! :)

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Que o meu Blog fica tão lindo cheio de selitos :D

A querida da PinkMoon* da-me muitos miminhos, que são sempre muito bem recebidos. Este foi o ultimo!
Agradeço muito o selinho, que vou já "dependurar" no Bloguito e respondo as perguntas que me foram colocadas:

1 - Dizer quem ofereceu: PinkMoon* - http://thestorymoon.blogspot.com/

2- Qual é a tua fruta preferida? Morangos

3 - Comentar o blog das criadoras: Continuarei a fazê-lo com muito gosto

4 - Oferecer a 4 blogs que tenham muita energia:
Jojozinha - http://onelifetomeet.blogspot.com/
Carrie Bradshaw (que anda chateada comigo) - http://onelifetomeet.blogspot.com/
S* - http://sexoealocalidade.blogspot.com/
Sonhadora (de quem ja tinha saudades) - http://sonhos-amarelos.blogspot.com/


Obrigada e espero que gostem do selinho! ;)

Onde há fumo, há fogo?

Ou serão só mentiras das revistas sensacionalistas, para vender?
Mentiras ou não, uma coisa `e certa: são sempre eles a trair!

I'll be ok, just not today.

Há dias em que me sinto farta de viver na minha pele. Farta das canalhices que me fazem, farta das coincidencias infelizes que vezes e vezes sem conta acontecem na minha vida.
Tento ser o mais correcta e honesta possível, com todos. Tanto a nível profissional, como pessoal e sou sempre a única a sair prejudicada.

Vejo toda a gente que me rodeia olhar para o próprio umbigo, aproveitar-se do outro para seu próprio proveito e sair sempre com um sorriso na cara e nunca sofrer as devidas consequencias.

Estou muito decepcionada com a vida hoje e pergunto-me quando vira o dia, em que a minha sorte vai começar a mudar...

# 9 Lady (shit out of) Luck

Noite muito mal dormida. Muitos sonhos agitados e sempre com o mesmo interveniente.
Acordar as 06h15. Sair da cama a todo o custos, cheia de dores de cabeça e enjoada.
Banho.
06h45 Táxi - Estádio do Dragão
07h30 Boleia da colega S. ate ao Povoa
08h30 Venda de bilhetes aos clientes para o "Cruzeiro das 6 pontes"
09h15 Chegada ao outro hotel na Povoa onde deveria ter enchido o meu autocarro, para começar o serviço...
E turistas, "cade" eles?? Muitos preferiram não aparecer e o meu autocarro ficou vazio! Vim rumo ao Porto sim, mas sem clientes!!
Fui fazer este serviço (mal pago) pelas comissões e acabei por ficar sem elas!
Alem disso, tinha um serviço, para a tarde, para as 15h30 e passei porque estava de rastos, alem de ter medo de não acabar o primeiro grupo a horas e deixar o segunda plantado!
Moral da historia. Estou completamente a cair...para nada! As vezes mais vale estar de boca caladinha!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Tudo farinha do mesmo saco! :D


Lamento meu caro, mas hoje não sonhei consigo.
Hoje tive a visita de um convidado frequente, que estava já ausente faz algum tempo: o meu querido Alexander Skarsgård, desta vez convertido em Eric Northman.
Óbvio que foi um sonho sexual. Lembro-me estar desejosa de o ter. Não fosse ele estragar tudo, com um discurso moralista a dizer que teria todo o gosto em envolver-se comigo, mas que não fosse eu pensar, que ele abdicaria da poligamia, por mim!

Acordei eu a pensar: "Bom, afinal não há assim tanta diferença entre vampiros e humanos!"

Esta noite sinto-me...


Um thriller erótico

Note to you:

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Ate parece um belo naco de carne!!

Ate aqui tudo bem: uma reportagem, na secção de restauração, da revista Time Out de Nova Iorque.
Agora façam la zoom ao dedo polegar do chef...

As aparências enganam!!! :D

Nota: Lamento se chocar alguém, mas o meu blog `e mesmo assim! Alem do mais, achei este detalhe tão hilariante que não pude deixar de vos mostrar! ;) 

"Quando eu era pequenina..."

Tento não ver programas de musica na tv, como o "Ídolos" ou a "Operação Triunfo", porque lembram-me do que poderia ter sido e nunca serei.
Não posso culpar os meus pais por terem querido uma profissão estável para mim e por nunca me terem incentivado ou permitido seguir o meu sonho. Poderia ter ido trabalhar e pagar o meu próprio curso, poderia ter implorado, poderia ter-me sentado com eles e explicado, que cantar me traz uma felicidade, como outras poucas coisas trazem.
Passei quase duas décadas a cantar e a todos os programas que concorri, passei sempre a primeira fase. Orgulho-me de dizer, que sem qualquer formação musical, partilhei o palco com a Luciana Abreu (antes dela própria ser um fenómeno) e fiquei a um passo de ter entrado na ultima Operação Triunfo. Mas de repente parei, deixei de acreditar ser possível, desisti, tornei-me realista e "adulta".
As vezes ainda subo ao palco, ainda canto no banho e esporadicamente entre amigos. Mas devo confessar que termino sempre com um gostinho amargo na boca.
Este será sempre o meu maior arrependimento na vida, um dos poucos, senão o único.
Podia continuar a tentar, especialmente agora que sou financeiramente independente. Mas mentalizei-me, arrumei essa ideia numa gaveta do cérebro, tal como se faz, quando se perde um grande amor. Alem de que, se há área em que a juventude conta `e na musica. E com quase três décadas, isso já não conta a meu favor.
Ficam os bons momentos passados com um microfone a frente.
As vezes ouço as cassetes que gravei com a Littlemisstaken, ou o cd, para o qual emprestei a voz e penso que se tivesse um pouco mais de segurança, de auto estima e confiança. Que se os meus pais me tivessem incentivado, se tivessem acreditado em mim. Que se tivesse tentado um bocadito mais, talvez tivesse conseguido.
Mas isso, são muitos "ses" e o que passou, passou...

domingo, 19 de setembro de 2010

Não conseguem esperar pela próxima temporada da "Anatomia de Grey"?

Então, deixo-vos aqui um cheirinho! ;)
Escusam de agradecer! ;)

Nem 8 nem 80!

Tenho que confessar que apesar de a adorar (e vocês sabem disso), este "vestido", ultrapassou os meus limites, por vários motivos:
. Gente por demais a passar fome no mundo;
. Foi um animal que morreu em vão. `E quase como usar um casaco de peles;
. E depois existem todas as questões higiénicas envolvidas.

Acredito na arte, na diferença, na criatividade. Mas esta fatiota foi puramente mau gosto.

Nota: Vêem? Também critico quem adoro. :)
Ultimo serviço depois de 9 dias consecutivos de trabalho, metade deles com mais de 12 horas. E o autocarro do Polacos avaria a 160 Km do Porto...
Agora não sei a que horas começo, nem a que horas acabo...

sábado, 18 de setembro de 2010

Fazes as coisas mais inacreditáveis!

O que eu passo para dar banho a Mel!!
Hoje enfiou-se entre o espaço quase inexistente de entre a parede e a sanita.
E quando a fui buscar, esperneava e fazia peso morto para não entrar na banheira.
E quer a veterinária, que lhe de três banhos por semana, por causa das alergias.
Como se fosse possível!
Só mesmo para a minha paciência! :D

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Hilariante!!!

Inacreditavelmente esta mulher, Christine O'Donnell (nova candidata republicana por Delaware), pode tornar-se parte do senado Norte Americano!
Há definitivamente, muita gente doente por ai...

Lamento, meus queridos...

Eu sei que estou um pouco desligada do meu cantinho.
Mas o trabalho tem sido muito e quando volto a casa, tenho sempre 1001 coisas para fazer.
Prometo voltar em forca para a semana. E quiças com este segredo para revelar! ;)

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A meu ver, com estatuto devia vir educação!

Não há palavras para descrever o tratamento desumano que a agência de Lisboa deu, durante estes 5 dias aos seus próprios guias: uma arrogância, uma indiferencia, um "tomo-te como dado adquirido". Aos nacionais, porque os polacos eram tratados as palminhas. Alem dos motoristas saberem as informacoes primeiro do que nos (nos eramos o corno), ontem trabalhei 18 horas, para chegar a casa, obviamente de rastos e dormir 4 horas, para começar um novo dia de trabalho.
Garanto-vos, mais 2 dias com aquelas víboras e iam rolar cabeças.
Não se faz! Nem a nos, nem a ninguém!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Outubro, vem por favoooooooor!

E lá acabei eu de fazer as malas, desta vez, parto rumo à capital, onde vou estar 3 dias com um grupo de polacos. Este mês são quase só polacos.
Segunda-feira já durmo em casa, mas só deixo o grupo quarta. Quinta, outro grupo de Polacos e Sexta esperar o barco que vai atracar em Leixões!
Zzzzzzzzzzzz
Não me quero de modo algum queixar. Mas este ano tem sido puxado e quase non stop desde Fevereiro.Estou pronta para o Outubro, pronta para a mudança que ai vem, pronta para novos rumos, novas pessoas e novos desafios.
Mas para já espera-me uma semana de trabalho de manhã a noite. Sim, porque como sabem, nestes circuitos começo ás 08h e acabo as 23h. E ainda para mais zona centro, que não me sinto nada á vontade em termos de trabalho(não é costume guias do Porto fazerem visitas no Centro/Sul).Mas tudo se arranja, não é morte de homem, há-de correr bem.
Por isso, uma beijoca muito grande. Se alguém me quiser visitar estarei no Lisbon Marriott (muito fino :P). E senão tiver possibilidade de vos escrever estes dias...até segunda.
Bom fim de semana. Li que vai estar um calor infernal. Por isso, vistam os biquinis e aproveitem os últimos dias de praia! Muuuaaa ***

# 7 Happy f***ing Bday

Joe F***ing Perry! :D
Felizes 60!
Que fiques cá mais 60,
 para eu ter oportunidade de algum dia chegar a ti! eheheh
Luv ya!

#1 Me & Men

Quando se acorda as 5h30 da manha, para ir ao aeroporto fazer um serviço de uma hora, o sono e a frustração (eu a exagerar) fazem-nos pensar em coisas parvas: como por exemplo, o quanto eu gosto de costas largas, num homem. Não, não precisam de ser musculadas, nem atléticas, costas largas, a ocupar muito espaço e de preferência em cima de um traseiro bem redondinho.
Não que no resultado final isso importe muito (o sentido de humor, a cultura geral, entre outras caracteristicas não físicas, acabam sempre por se sobrepor) mas chamam-me muito mais a atenção um homem bem constituído, ou ate "redondinho", (se tiver de ser) do que um homem magro. Mas se tiver que ser magro, pelo menos que seja alto. Não suporto a ideia de me envolver com alguém do sexo oposto, mais lingrinhas do que eu. Isso faz-me logo sentir o ser dominante. E quando estou com um homem, quero tudo menos ser dominante (excepto ocasionalmente!).
Gosto de homens masculinos, com corpos de homens, robustos, que cheirem a macho, que falem a macho, com instinto protector da sua fêmea e que lhe faca as vontadinhas todas. ;)
Estão a ver de quem estou a falar? Então, passem-no já para cá!

Nota: Depois de lido, este post deve ser ignorado. Não esquecer que foi escrito por alguém, que acordou a hora que muita boa gente se vai deitar hoje!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

# 19 De óculos postos e pipocas na mão


Lamento que o trailer não lhe faca justiça, mas este filme `e bom. Muito bom.
As interpretacoes estão brilhantes, a temática `e negra, a historia deprimente. Mas no meio de toda esta escuridão, este filme consegue guiar-nos ate a luz.
A historia de duas pessoas magoadas pela vida. Duas pessoas que viram os seus familiares perder a vida. Duas pessoas que se julgam sem forca, sem objectivos, sem destino, apercebem-se que se remarem contra a maré, que se juntarem, conseguirão sobreviver e quem saber ate serem felizes.
O miúdo que faz de filho surdo mudo de Michelle Pfeiffer, Spencer Hudson tem aqui o primeiro papel da sua carreira e `e genial.
Só para aqueles que não tem medo de filmes com grande carga emocional e um pouco densos e parados.
Talvez não tenha sido a fase ideal da minha vida para o ver, mas fez-me pensar, tocou-me e isso para mim, `e sinonimo de um bom filme.

Pontuação: 8 de 10

Pois, pois

Photoshop não `e só coisa de "gaija"!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

# 6 Happy Bday

E falando em grandes mulheres...Pink aka Alecia Moore faz também hoje anos, 31.
Para quem me conhece sabe que de momento e a já alguns anos, Pink `e a minha interprete feminina favorita e alguém que segui desde o 1o single, alias tive de encomendar o primeiro álbum dele, pois nessa altura ainda ninguém tinha ouvido falar dela cá.
Adoro a sua irreverência, a sua honestidade, a sua frontalidade. O facto de nunca ter "comercializado" a sua imagem para vender mais. Pink `e uma verdadeira artista, trabalhadora, pura e isso `e tudo o que ela necessita para ter tournes esgotadas e álbuns no top. E na minha opinião lindíssima e com um corpo de morrer. Admiro-a como artista e como mulher. O facto de ter sido ela a pedir o marido em casamento, o facto de ter admitido que esta união falhou, de se terem separado e de passado um ano terem reatado. Isto para mim `e amor, não desistir tentar. E logo ela, que podia ter quem quisesse.
Resumindo adoro a Pink e desejo-lhe muitas felicidades, neste dia para mim também tão especial.
Parabeeeeeens! *

Por trás de uma grande mulher, ha sem duvida, um grande pai!

Hoje o meu paizao faz anos.

E apesar de ele não ler o meu blog, gostava de publicamente expressar o meu amor e admiração pelo pai, homem e marido que `e. Ele `e o culpado de eu não aguentar um namorado muito tempo. De os obrigar a ir sempre alem, a fazer mais. Pois `e o exemplo de homem que tenho, aquele que vi, ao crescer. Um exemplo de homem que quero para mim. Sempre leal, dedicado, sempre com um incrível instinto protector. Não há muito homens assim, já, com os seus valores morais.

Obrigada paizao, por teres ficado com a mãe, quando descobriste que ela tinha engravidado, com apenas 17 anos. Obrigada por não teres seguido o caminho mais fácil e por me teres proporcionado todas as boas recordacoes que tenho de ti. Por teres sido um pai, um amigo, um companheiro, um conselheiro. Obrigada pelas tuas palavras sabias, por nunca me teres julgado, pelo teu incentivo e compreensão (mesmo quando não compreendias ou discordavas de algo). Obrigada pai, por estares la, muitas vezes sem te manifestares, mas sempre marcando a tua presença.
Obrigado por teres lutado contra toda a ma sorte, todas as doenças que te assombraram ao longo destes teus 58 anos de vida. Mesmo sem forcas, quando o mais fácil era desistir, não o fizeste. E sei que o não fizeste por nos, pela tua família e por isso, estarei sempre grata.

Muito obrigada grande pai e feliz aniversário! :D

Espero que aches, que ainda numa escala muito menor, te consigo retribuir o amor, o carinho e o apoio, que me tens dado. Adoro-te. És sem duvida, o meu herói. ;)

terça-feira, 7 de setembro de 2010

# 5 Quando os famosos falam

(...)When I’m alone, I do masturbate a lot. I don’t know why. It’s like you have those days where it’s just like, I have a ton of writing to do, or a ton of reading to do, and you’re just like, OK, I’m going to be on the couch all day or in bed all day just doing that… I tend to have a four- or five-time day."

James Fraco, para o "Hollywood Reporter", falando de solidão, ocupação dos tempos livres e ...errr...masturbação ;)
E la vendi o "meu" bilhete dos U2.
Mais um peso que fico para trás! :)
Estou feliz!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

"What's your favorite scary movie?"

"The Ring"
Para mim, o filme mais medonho de todos os tempos.
E o vosso, qual foi?

Como se conserta um coração partido?

Há ainda muita magoa dentro de mim.

Talvez para muitos, 6 meses seja tempo suficiente para esquecer, para substituir, para refazer. Mas não para mim.
Aprendi a lidar com a ausência, com a tristeza, com a desilusão. Aprendi a lamber as feridas, em vez de as estar sempre a escarafunchar. Habituei-me a não olhar para elas, a ignora-las. Sei que estão la, especialmente quando me lembram, mas sou já capaz de viver (sobreviver) com elas.
Doeu muito. Muito para alem do que alguma vez tinha doido. Talvez porque tenha amado demais, tenha confiado e apostado demais.
Ainda não o perdoei. E duvido que tão cedo o faca. Levou grande parte de mim com ele: a minha esperança, a minha confiança cega e ingénua e muita da minha alegria e vontade de viver. Levou-me a alma e deixou a carcaça, que muitas vezes me sinto.

Antes dele, a minha casa era o meu porto seguro. Foi palco de paixões efervescentes, de um grande amor e de outras pessoas que nela entraram, tendo eu a esperança que me trouxessem aquilo que na altura me faltava. Mas todas elas saíram, deixando para trás, um grande vazio, uma solidão inimaginável e muitos fantasmas.
Nas semanas seguintes da minha ruptura com o R., a minha casa, que era em tempos o meu santuário, tornou-se no meu pior inimigo e o fantasma dele estava em todo o lado, o cheiro dele, cabelos e principalmente memorias. A minha casa viu uma paixão começar, florescer num grande amor e acabar de uma maneira muito feia. As boas e mas memorias que tinha (tenho) dele foram aqui vividas. E por isso, era para mim impossível estar cá dentro, sem sentir que a todo o momento, me espetavam farpas no coração. Deixei de comer na mesa, quando estou sozinha, `e um vazio muito grande no lado oposto. E ainda hoje, passados tantos dias e semanas, ainda não consigo ocupar o lugar dele, na cama.
Por isso, prometi a mim mesma, que depois dele,as memorias, aquelas que julgo que serão efémeras, serão feitas em solo neutro, fora de minha casa. Pois a dor que senti, não a quero nunca mais.

Sinto-me pronta para começar, a passinhos de bebe, a refazer a minha vida e quem sabe ate, a voltar a apaixonar-me. Começo já, a ver-me ao lado de outra pessoa que não ele, a pensar tocar outro corpo, que não o dele, a pensar dar o meu coração (ou o que restou dele) a outro. Mas esse alguém, vai ter de ter muita paciência, muita dedicação e muito carácter. Vai ter que me mostrar que esta la para ficar, que não me vai magoar e que vai ser forte, ate ao fim.
Pois eu estou seriamente descrente e danificada e apercebo-me disse hoje, melhor do que nunca.

domingo, 5 de setembro de 2010

Quem me quer oferecer uma passagem aerea?

Estar a ver o boarding pass: Londres,
não ajuda muito a matar saudades!
Raios de sorte!

Eu tenho dois amores...


Porque hoje a noite, nos States,
`e exibido o ultimo episódio da terceira temporada
de "True Blood", deixo aqui duas entrevistas,
com mais dois borrachos da serie.
Um `e louro e outro moreno, para agradar a todas! ;)

A minha musica favorita do novo album da Katy Perry

Muito anos '50.
Muito naive.
Com uma letra adorável.
E quem nunca teve um amor assim?

#1 Ego & Eu

Diabinho: "-Mas és parva ou que,
com esse sorriso estúpido na cara?
As cabeçadas passadas não te ensinaram nada, menina Scarlet?"

Aparentemente não.
Provavelmente sou irracional, burra que nem uma porta, ou sofro de Alzheimer prematuro.
Mas este sorrisinho sabe taooooo bem. Deixa-me aprecia-lo enquanto dura...

Um verdadeiro pé de meia

Lembram-se deste post aqui?

Pois leilão já acabou e a "cock sock" do queridinho Vampire Bill, teve 121 licitacoes, rendendo a modica quantia de $1 650!!
A Gulf Aid (associação para a qual revertera o dinheiro) deve estar radiante e a menina (espero que seja uma menina), que ganhou a meia de Stephen Moyer também.
Agora questiono-me o que fará a dita cuja com o "objecto": vai expo-lo, dormir com ele, leva-lo a passear?
Bom, não sei, mas mais valia ter pegado no dinheirinho que gastou e assistir a uma das milhentas convencoes de series, que se realizam nos Estados Unidos todos os Verões e assim podia conhecer pessoalmente o actor, em vez de fantasiar com a ajuda de um pedaço de tecido, que nem sequer sabemos se foi usado...

Hasta!

Ai que não sinto o antebraço direito
e o meu calinho do dedo do meio esta todo metido para dentro.
Vou dormir, que amanha espera-me a segunda parte.
Wiiiii (sarcástico, claro!)

sábado, 4 de setembro de 2010

Sileeeeeeeeeeeeeencio!

Em clausura todo o fim de semana!
A estudar para um serviço de 5 dias,
na próxima semana de por os cabelos em pé!
`E favor não incomodar!

Aquela que deixei para trás

Dava tudo para ter acordado em Londres hoje.
Para ter estado uma manha de Outono fresca, mas ainda não fria.
Para ter comprado um café com leite, quentinho e para o ter bebido aos poucos e com muita dificuldade, enquanto me encaminhava para o metro.
Para ter saído na estacao de Marble Arch e para ter respirado o ar, que respirei todos os dias durante um ano.
Para ter subido Oxfordo Street, descido Regent Street e para ter encarado de frente Picaddilly Circus.
Para ter ido a um pub qualquer no Soho durante a Happy Hour, rever todos os amigos, que la fiz e em quem tanto penso.
O que seria feito de mim, se tivesse por la ficado? Que voltas teria a minha vida dado? Estaria apaixonada? Feliz? Com saudades de casa? Provavelmente...
Sinto falta de Londres todos os dias da minha vida, desde que de la sai. Foi quase como deixar para trás, um grande amor, no pico da paixão. Mas era um amor agridoce e eu optei pela serenidade.
Esta quase a fazer um ano, que la estive pela ultima vez, em lazer. E quase que choro, se pensar que ainda não tenho viagem comprada para la voltar.
Há cidades, que mesmo não sendo nossas, nos adoptam, que se entranham na nossa pele, no nosso sangue, na nossa alma e não nos libertam. Sentimos o seu fervilhar, o palpitar do seu coração, mesmo de longe e sabemos que apesar de separadas, estaremos sempre ligadas.
Tenho quase a certeza, que será la, que acabarei os meus dias. Que quando perder aqueles que me unem a esta cidade minha, onde estou agora e que tanto amo, será para a minha cidade amante, que voltarei, para novamente um dia reencontrar a felicidade perdida.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Pode muito bem ser, a frase da minha vida:

"Semeia uma expectativa.
Colhe uma desilusão."

Elizabeth Gilbert - "Committed"

Em prol das pazes com os jeans...

Param de falar em comida, na tv?
Estou a tentar resistir a tentação de comer caquinha!

# 3 O meu lado Kitsch. Traduzido em português = PIROSO!

Nunca pensei dizer isto,
mas começo a achar uma certa piada
aos Guidos e Guidettes, do Jersey Shore.

Sou uma pirosa, eu sei, aceito as consequencias!